Início BRASIL Por que as pontes de Brusque caem? Cidade tem três estruturas interditadas

Por que as pontes de Brusque caem? Cidade tem três estruturas interditadas

Brusque, no Vale do Itajaí, tem um histórico negativo com pontes. A afirmação foi feita pelo prefeito da cidade, Ari Vequi, logo após uma das estruturas ruir em abril deste ano.

O trânsito local já foi liberado, mas a cidade tem outras três estruturas interditadas total ou parcialmente. Duas delas não têm prazo para serem reformadas ou reconstruídas. O município tem 137 mil habitantes, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a prefeitura, as pontes na cidade, em geral, são antigas e foram projetadas há mais de 30 anos. A conta da administração é de que existam mais de 500 pontes e pontilhões em toda a cidade.

A maioria é de pontilhões de madeiras em vários bairros mais afastados. No centro e em bairros mais movimentados, são 15 pontes de média e grande estrutura. Dessas, quatro apresentaram problemas neste ano(veja mais abaixo). Nenhuma dela foi feita com projeto, conforme o município.

Manutenção
Especialista em estruturas, o professor de engenharia civil da disciplina de pontes Lucas Matheus de Oliveira Scoz diz que a expectativa média de vida de uma ponte é de 70 anos. Mas as estruturas só alcançam essa data, e podem até passar, se forem cuidadas.

Para o professor, a falta de manutenção pode ser uma das possibilidades para a queda das estruturas. “É de longe a coisa mais importante que uma estrutura deve ter para poder aguentar”, explica.

Apesar de considerar que é possível fazer pontes em solos ruins usando a tecnologia e estudos, a má qualidade de onde estão presas também pode causar a queda, segundo o professor.

Fonte: G1.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Most Popular

Recent Comments